Masterclass de Baixo – Ricardo Flausino – Quarta-Feira, 12/07 às 17:00

Masterclass de Baixo –O Baixista na Banda de Rock

Local: Auditório da Faculdade e Conservatório Souza Lima

Data: Quarta-Feira, 12/07 às 17:00

Faça a inscrição para a Semana SLROCK no link:
https://souzalima.com.br/Eventos/iii-semana-sl-rock/

Este masterclass é parte do Curso de Extensão do Rock.  O valor para alunos avulsos é de 50 reais.

Ricardo Flausino irá abordar sobre interpretação, equipamento, timbre, frases aplicadas ao gênero Rock, licks, etc, com exemplos musicais extraídos do primeiro EP da Banda Hardstuff (Hardstuff & We Are One).

Ricardo Flausino

WhatsApp Image 2017-07-05 at 23.47

Músico profissional, Ricardo Flausino começou sua trajetória no contrabaixo elétrico aos 12 anos de idade. Estudou no Instituto de Baixo & Tecnologia da Escola de Música & Tecnologia e começou a se apresentar publicamente em diversos palcos de São Paulo e região a partir dos 14 anos de idade.

Com influências principalmente no rock, no ano 2000 ajudou a fundar a banda Nonah, ao lado de seu irmão, Rodrigo Flausino (guitarrista, compositor e professor), com a qual dividiu o palco com nomes como Golpe de Estado, Made In Brazil e Patrulha do Espaço. Com duas demos e um CD gravado, a banda Nonah participou de festivais de bandas onde teve destaque principalmente em São Paulo no Manifesto Rock Fest quando ganhou a edição de 2009 e no qual Ricardo foi premiado como melhor baixista do evento.

Durante meados de 2010 até janeiro de 2013, foi baixista da banda Children Of The Beast, principal cover do Iron Maiden na América Latina com a qual fez centenas de shows em diversas cidades do Brasil e até no exterior tocando para milhares de pessoas, inclusive em eventos como Sun Rock Festival em João Pessoa (que reuniu nomes como Scorpions, Sepultura e Angra) e Motorcycle Rock Cruise. No período em que esteve na Children Of The Beast teve a oportunidade de dividir o palco com ícones do rock mundial como Paul Di’Anno, Blaze Bayley, Kiko Loureiro, Aquiles Priester, Edu Falaschi, Andreas Kisser, entre outros.

Após o período de estrada com a Children Of The Beast decidiu buscar novas experiências na Europa. Morou em Milão durante o processo de solicitação de sua cidadania italiana e depois seguiu para Londres, onde fez parte do início da banda Lannon, projeto paralelo de músicos do grupo Icon & The Black Roses.

De volta ao Brasil em 2014, chegou a performar com Phil Lewis (a voz do L.A. Guns) em uma breve passagem pelo Brasil no Manifesto Rock Bar. Também integrou um eventual tributo ao Helloween com seus amigos da Children Of The Beast (Iron Maiden Cover) e Bruno Sutter nos vocais. Ainda nesse ano retornou à banda Hardstuff, formada em 2012. 

Atualmente está se dedicando por completo à banda Hardstuff, fazendo shows nas principais casas de rock da grande São Paulo e dando sequência ao trabalho próprio da banda, após o lançamento de seu primeiro single autoral. Também é professor de contrabaixo elétrico.

Masterclass de Vocal – Rodrigo Grecco – Quarta-Feira, 12/07 às 17:00

Masterclass de Vocal – Técnicas Vocais

Local: Auditório da Faculdade e Conservatório Souza Lima

Data: Quarta-Feira, 12/07 às 17:00

Este masterclass é parte do Curso de Extensão do Rock.  O valor para alunos avulsos é de 50 reais.

Faça a inscrição para a Semana SLROCK no link:
https://souzalima.com.br/Eventos/iii-semana-sl-rock/

RODRIGO GRECCO, NESSE MASTERCLASS, FALA E DÁ EXEMPLOS SOBRE OS FUNDAMENTOS DA TÉCNICA VOCAL E COMO SE DESENVOLVER FÌSICA, TÈCNICA E MUSICALMENTE PARA A APLICAÇÃO DO REPERTÓRIO ROCK.

ESTRUTURAÇÃO DAS BASES, AUMENTO PROGRESSIVO DA TESSITURA, ACABAMENTO DE MELODIAS, AFINAÇÃO, ORNAMENTAÇÕES E EFEITOS VOCAIS, BEM COMO DESENVOLVER RESISTÊNCIA NA REALIZAÇÃO DE SHOWS, PRINCIPALMENTE EM SEQUÊNCIA.

Rodrigo Grecco

Rodrigo Grecco

RODRIGO GRECCO É VOCALISTA E COMPOSITOR PROFESSOR DE TÉCNICAS VOCAIS.

ATUANDO PROFISSIONALMENTE DESDE 1994 , JÁ REALIZOU VÁRIOS TRABALHOS NA MÚSICA, SENDO QUE A MAIOR PARTE, NA SEARA DO ROCK.

COMO VOCALISTA DA BANDA DESTRA, GRAVOU O ÁLBUM “JOE´S RHAPSODY” EM 2004 E EXCURSIONOU COM O ÁLBUM ENTRE 2004/2005/2006. RECENTEMENTE FIZERAM UM “REVIVAL” EM GRAVARAM AO VIVO EM VÍDEO TEMAS DESSE ÁLBUM NO ESTÚDIO 500.

CANTOU EM BANDAS “TRIBUTO” DE DEEP PURPLE, LED ZEPPELIN, BLACK SABBATH E THE WHO.

HÁ 10 ANOS CANTA EM BANDAS “COVER” NAS MELHORES CASAS DO CIRCUITO DE ROCK DA CAPITAL E INTERIOR DE SÃO PAULO.

BANDAS COMO ROCKSTOCK E FRANKSTEIN, SEMPRE AO LADO DE MÚSICOS CONCEITUADOS DESSA CENA.

TEM UM ÁLBUM AUTORAL AINDA NÃO LANÇADO, E HOJE,  FAZ PARTE DA BANDA HARDSTUFF, QUE TEM SEU TRABALHO ALTERNANDO ENTRE O COVER E AUTORAL. BANDA ESSA QUE VÊ SEU PÚBLICO E AGENDA CRESCENDO, DEVIDO A BOAS EXECUÇÔES NAS MÚSICAS “COVERS”, BEM COMO EM SEU MATERIAL INÉDITO, POR CONTA DE SHOWS ALTAMENTE ENERGÉTICOS. ESTÃO EM PRÉ PRODUÇÃO DE UM ÁLBUM DE INÉDITAS.

RODRIGO GRECCO ESTUDA TÉCNICAS VOCAIS DESDE 1995 E FEZ CURSO TÉCNICO EM CANTO POPULAR NA E.L.M. “VOICE”. EM 2000 ENTROU NA U.L.M. (ATUAL EMESP) PARA ESTUDOS DO CANTO ERUDITO. FEZ AULAS PARTICULARES COM VÁRIOS PROFESSORES RENOMADOS NO CENÁRIO NACIONAL.

É PROFESSOR DO CONSERVATÓRIO SOUZA LIMA DESDE 2015

Masterclass de Guitarra – Kooi Kawazoe – Sexta-Feira, 14/07 às 17:00

Masterclass de Guitarra – DELAY

Local: Auditório da Faculdade e Conservatório Souza Lima

Data: Sexta-Feira, 14/07 às 17:00

Este masterclass é parte do Curso de Extensão do Rock.  O valor para alunos avulsos é de 50 reais.

Faça a inscrição para a Semana SLROCK no link:
https://souzalima.com.br/Eventos/iii-semana-sl-rock/

O delay é uma técnica que está presente na maioria das bandas de rock. Apesar da simplicidade de manipulação desta técnica, ele gera uma gama enorme de sonoridades. Esta versatilidade abriu possibilidades para experimentações e experiências afim de desenvolver efeitos que vão desde pequenas repetições em escala microtemporal até a adição de outras técnicas no processo em busca de novos resultados.

Este masterclass abordará a compreensão da manipulação do tempo através do uso da técnica de delay, suas possibilidades, parâmetros e métodos. Mostrará o resultado de diversos efeitos obtidos, como slapback delay, loops, flanging, phasing, chorus e reverb. Por fim, apresentará uma breve análise de duas músicas do gênero rock que se utilizam desses efeitos na guitarra.

Kooi Kawazoe

Foto

Compositor e instrumentista, iniciou seus estudos no Conservatório Souza Lima no curso de guitarra e violão e graduou-se em composição pela Escola de Comunicação e Artes da USP. Ingressou para o universo da música tradicional japonesa no ano de 2009, orientado pela mestra Kitahara Tamie nos instrumentos: shamisen e koto. Periodicamente viaja para o Japão para fazer estudos de aperfeiçoamento no instrumento com as renomadas professoras e mestras: Kakui Setsuko e Nakashima Kazuko. Membro do grupo Seiha Brasil de Koto (grupo de música erudita japonesa) e organizador do grupo Min (grupo de música folclórica japonesa), realiza diversos trabalhos, concertos e gravações ligados à música tradicional japonesa em locais como: MASP, SESC, CCSP, USP, MIS e Rede Globo e outros, assim como participações em performances e grupos dentro e fora do país. Paralelamente, trabalha lecionando música no colégio British College of Brazil, é membro pesquisador do Nusom (Núcleo de Pesquisa em Sonologia da Universidade de São Paulo) e atual membro pesquisador do Granrock.

Masterclass de Bateria – Jean Dolabella – Sexta-Feira, 14/07 às 17:00

Masterclass de Bateria – Desconstrução Acadêmica

Local: Auditório da Faculdade e Conservatório Souza Lima

Data: Sexta-Feira, 14/07 às 17:00

Este masterclass é parte do Curso de Extensão do Rock.  O valor para alunos avulsos é de 50 reais.

Faça a inscrição para a Semana SLROCK no link:
https://souzalima.com.br/Eventos/iii-semana-sl-rock/

Esta aula gira em torno de um questionamento sobre como devemos abordar a prática do instrumento colocando em pauta os formatos mais tradicionais de ensino acadêmico e os formatos mais “intuitivos” considerados não acadêmicos.

Jean Dolabella

IMG_0311.jpg

Jean Dolabella é baterista, multi­instrumentista, professor e produtor musical. Graduado pela Los Angeles College of Music (2004), fez parte da formação do Udora (1997­2006, ex­Diesel) e integrou o Sepultura (2006­2011). Trabalhou com diversos artistas como Lenine, Milton Nascimento, Ana Carolina, Paul Di’Anno (Iron Maiden) e Mike Patton (Faith No More), além de produtores como Matt Wallace (Faith No More, Maroon5), Thom Russo (Audioslave, Michael Jackson) e Steve Evetts (The Cure, The Dillinger Escape Plan).

Atualmente, além de sócio ­fundador do estúdio paulistano Family Mob Studios onde ministra aulas e trabalha com diversos artistas, Jean integra a banda Ego Kill Talent.

 

Masterclass de Guitarra – Thiago Melo – Quarta-Feira, 12/07 às 17:00

Masterclass de Guitarra – Execução

Local: Auditório da Faculdade e Conservatório Souza Lima

Data: Quarta-Feira, 12/07 às 17:00

Este masterclass é parte do Curso de Extensão do Rock.  O valor para alunos avulsos é de 50 reais.

Faça a inscrição para a Semana SLROCK no link:
https://souzalima.com.br/Eventos/iii-semana-sl-rock/

Uma aula sobre os conceitos mais básicos e importantes da guitarra: BENDS, VIBRATOS, LIMPEZA SONORA, SONORIDADE e PALHETADA.

BENDS

IMPORTÂNCIA – O bend de um guitarrista é uma das principais características que define sua identidade musical e não importa quantas escalas, arpejos ou licks você saiba tocar, se seu bend soar desafinado e/ou sem expressão a sua performance fica completamente prejudicada.

Abordagem prática em exercícios de bends de 1/2, 1  e 2 tons, de transformação de melodias com bends, de afinação precisa e de vibrato!

PALHETADA

Técnicas de rotação, circular e de alterações de dinâmicas fortes e fracas

Thiago Melo

unnamed

Tocando guitarra desde 1993, Thiago Melo iniciou sua vida musical aos 9 anos aprendendo alguns acordes e músicas populares no violão com seu vizinho. Aos onze, ganhou sua primeira guitarra e passou a estudar de forma autodidata influenciado por diferentes estilos e bandas como Pink Floyd, Dire Straits, Guns `N Roses entre outras bandas. A dedicação na guitarra se intensificou após conhecer a música de guitarristas como Joe Satriani e Steve Vai. Ao longo do tempo tocou em diversos grupos, desde música country até bandas de Heavy Metal. Em 2009, substituindo o renomado guitarrista Demian Tiguez, Thiago Melo assumiu as guitarras da banda paulistana Ceremonya, gravaram um álbum autointitulado lançado pela gravadora Paulinas Comep e seguiram fazendo shows por todo o País. Em 2010, sua banda participou da gravação do DVD comemorativo aos 50 anos da gravadora Paulinas Comep numa grande produção realizada no Via Funchal em São Paulo. Em 2011 recebeu junto ao Ceremonya o troféu Louvemos o Senhor como melhor Álbum Rock ao lado de grandes bandas como Rosa de Saron também indicadas ao prêmio. Em paralelo aos trabalhos com o Ceremonya, estudou guitarra com o Mestre Mozart Mello durante 1 ano e meio. Em 2017 Thiago Melo foi escolhido como novo guitarrista da banda de rock paulistana Busic, após adições feitas pela banda com guitarristas de todo o Brasil. A banda Busic que Thiago Melo integra agora, inicia sua trajetória já com muita bagagem, pois trata-se da nova banda criada pelos irmãos Andria e Ivan Busic (formadores da banda Dr. Sin).

III Semana SLROCK – Curso de Extensão de ROCK

A Semana SLROCK chega a sua terceira versão com uma proposta de conteúdo mais acadêmico em relações aos anos anteriores. Esta visão acadêmica foi inspirada nas idéias de pesquisadores como Walter Everett (University of Michigan), John Covach (University of Rochester), Mark Spicer (City University of New York), David Temperley (University of Rochester), Nicole Biamonte (McGill University), Jay Summach (Duke University), Drew Nobile (University of Oregon), Cristopher Doll (Columbia University), entre outros doutores em música que na última década e meia se dedicaram a criar uma nova musicologia do Gênero Rock, produzindo uma extensa lista de publicações (artigos acadêmicos, dissertações de mestrado, teses de doutorado, livros, etc) e organizando grupos de pesquisa, congressos, simpósios, reuniões, etc.

Estes estudos partem da premissa de que o Gênero Rock não pode ser determinado apenas por uma instrumentação específica (guitarras distorcidas, vocais roucos, baterias e baixos com alto volume, etc.) e por uma atitude jovial, muitas vezes agressiva e rebelde. Sem necessariamente excluir estas duas características, tais estudos alegam que existem características harmônicas, melódicas, rítmicas e formais que definem o Rock e que não são encontradas em nenhum outro gênero de música.

Baseado nestas publicações o GRANROCK (Grupo de Análise de Rock, formado por professores e alunos da Faculdade e Conservatório Souza Lima e de outros cursos de música) reformulou o Curso de Extensão de Rock, criando uma divisão deste conteúdo em quatro disciplinas que serão ministradas pela primeira vez no Brasil; uma exclusividade da III Semana SLROCK!

Estas disciplinas são:

Harmonia do Rock: a nova pesquisa no Gênero Rock desenvolveu uma vertente alternativa dentro da Harmonia Funcional. Desde Hugo Riemann (1849-1919), a Harmonia Funcional determina as funções como uma identidade de cada acorde, ou seja, as notas sua estrutura determinam sua função. A abordagem sintática desenvolvida por pesquisadores do Rock como Drew Nobile e Cristopher Doll, determina a função de um acorde pela posição que ele se encontra em uma seção, tema, frase ou qualquer outra unidade formal. Esta nova abordagem das funções harmônicas será apresentada ao longo de todo este curso e será ilustrada por diversos exemplos e análises de músicas consagradas do Gênero. Ministrada pelo Prof. Me. Ciro Visconti, carga horária de 4h.

Instrumentação no Rock: baseado no livro The Foundations of Rock: From ‘Blue Suede Shoes’ to ‘Suite: Judy Blue Eyes’ (Walter Everett, 2008), este curso abordará conceitos de Instrumentação dos principais componentes de uma banda de rock: 1) bateria e demais percussões; 2) guitarra e baixo; 3) piano, órgão e synths; 4) vocal (incluindo técnicas de lead vocal e tipos de arranjo para backing vocals). As aulas serão ministradas por professores especialistas destes componentes no intuito de, além fornecer ferramentas para o aperfeiçoamento técnico dos alunos de cada instrumento, também de criar conceitos de instrumentação em que todos os membros de uma banda entendam a função e tenham habilidade de compor e escrever arranjos para os demais músicos. Ministrada pelo Prof. Dr. Sérgio Gaia, Prof. Mateus Schanoski, Profa. Juliana Altoé e Prof. Jean Forrer.

História do Rock: o curso se concentrará em trinta anos de história do Rock, desde o seu surgimento até a entrada dos anos oitenta. Primeiramente, serão levantadas as condições para o surgimento do rock enquanto gênero, cujas matrizes inter-raciais não eram aceitas pela sociedade norte-americana. Em seguida, a invasão inglesa representa a segunda fase, em que o Rock integra as forças que sustentam diversos posicionamentos políticos e sociais contra a desigualdade, a violência e preconceitos de todo tipo. Em sua terceira fase, por fim, o Rock vê seu conteúdo crítico e contestador re-significado pela lógica do mercado ao mesmo tempo em que sua forma se reformula, com o fim de atender prioritariamente ao entretenimento de forma passiva, em detrimento de seu conteúdo produtivo de resistência. Ministrada pelo Prof. Me. Silvio Moreira, carga horária de 4h.

Morfologia no Rock: a Morfologia Musical, disciplina que estudas as formas das composições musicais, teve seu interesse renovado a partir do final da década de 1990 com trabalhos publicados por diversos autores, entre eles, William Caplin que desenvolveu a teoria da Funções Formais [Theory of Formal Functions], teoria esta que vem sendo aplicada com sucesso ao repertório do Gênero Rock. Com este enfoque, o curso mostrará o desenvolvimento das formas no Gênero Rock desde seu início (nos anos 1950) com o Blues de 12 Compassos [Twelve-Bar Blues] até as canções through-composed, passando pela forma ternária AABA (Tin Pan Alley) e pelas variações da forma verse-chorus. Ministrada pelo Prof. Me. Ciro Visconti, carga horária de 4h.

Mas o Curso de Extensão de ROCK da III Semana SLROCK será apenas teórico?

A resposta para esta pergunta é negativa. As questões práticas continuam sendo prioridades no curso e, desta maneira, os alunos irão fazer aulas e receber orientações para melhorar sua performance musical tanto individualmente, nos Masterclasses ministrados por professores especialistas de Canto, Guitarra, Teclado, Baixo e Bateria, como coletivamente, nas aulas de Prática de Banda.

Masterclasses: os alunos do Curso de Extensão de ROCK serão divididos conforme  especialidade (Vocal, Guitarra, Teclado, Baixo e Bateria) para assistirem Masterclasses diários com professores com vasta experiência e conhecimento no Gênero Rock. Cada Masterclass terá a duração de uma hora e irá desenvolver um assunto específico e essencial de cada uma das especialidades. As técnicas que serão discutidas e ensinadas pelos nossos professores nestes Masterclasses serão determinante para o desenvolvimento dos alunos, tanto a curto, como a médio e longo prazo. Ministrado por (?1), carga horária de 4h.

Pratica de Bandas: ao final de cada dia do Curso de Extensão de ROCK, os alunos se dividirão em nossos quatro estúdios de ensaio para formar bandas. Em cada estúdio, haverá um professor responsável pela condução do ensaio e no último dia do Curso (15/07) todas as bandas se apresentarão em um show especial. O repertório será decidido previamente por cada um dos professores que irá disponibilizar gravações e transcrições das músicas aos alunos. Este repertório também irá ser usado para análise na aula de Morfologia no Rock. Ministrado por (?!), carga horária de 4h.

Mesas Redondas: além de todo o conteúdo prático e teórico oferecido, o Curso de Extensão de ROCK já criou em seus anos anteriores a tradição de promover diálogos e debates sobre assuntos pertinentes ao mundo roqueiro que estão além da técnica, da teoria e do conhecimento exclusivamente musical. Tais assuntos abordam questões de gerenciamento de carreira, questões sociais, questões históricas, entre outras, sempre com a participação de convidados especiais sentados à mesa junto a um de nossos professores que conduzirá o debate e mediará o diálogo entre os convidados e os alunos. As mesas deste ano serão:

  1. Diversidade/Identidade de gêneros no ROCK;
  2. Panorama atual da pesquisa no ROCK;
  3. Gerenciamento de carreiras independentes;
  4. Mudanças estéticas causadas pela evolução das técnicas de gravação.

Fiquem ligados no blog porque nos próximos dias publicaremos a programação da Semana SLROCK e muitas outras novidades sobre seu conteúdo!

FLYER-SEMANA (1)

III Semana SLROCK – Simpósio e Curso de Extensão

Entre os dias 11 e 15 de Julho a Faculdade e Conservatório Souza Lima irá realizar a III Semana SLROCK que compreende o II Simpósio Acadêmico do Rock (11/07) e o Curso de Extensão do Gênero Rock (12 a 15/07). No total serão 5 dias (8h por dia) de muito aprendizado, diálogos, aulas, palestras, mesas redondas, masterclasses, shows, entre muitas novidades preparadas exclusivamente para o evento. Neste ano a Semana SLROCK está sendo organizada em parceria com o GRANROCK, o Grupo de Pesquisa e Análise do Rock formado por professores e alunos do Souza Lima.

Aguardem para maiores informações nos próximos dias!!!

FLYER-SEMANA (1)

Mesa Redonda – O Feminino no Rock

Mesa Redonda – O Feminino no Rock

As mesas redondas da II Semana SLROCK acontecerão nas manhãs do evento e contarão com convidados especiais que farão um debate profundo sobre temas pertinentes aos alunos interessados em se desenvolver no gênero Rock. Elas estarão abertas à perguntas e a participação do público de maneira geral a fim de se criar uma atmosfera informal de discussões e de troca de informações.

A presença do gênero feminino no Rock sempre foi extremamente relevante em sua história. Certamente não são poucas roqueiras que embalaram canções nos diversos subgêneros do Rock, desde o pop até o Heavy Metal. No Brasil, a história do rock iniciou com a gravação de Rock Around the Clock (Bill Halley & His Comets) feita em 1955 por uma mulher, a cantora Nora Ney. Nos anos seguintes, o país teve grandes roqueiras que foram ídolos para diversas gerações, contudo, o Rock ainda é considerado um gênero musical machista. Nesta mesa redonda, as convidadas especiais irão dividir sua experiência vivida na cena rock, debater sobre este problema e refletir sobre possíveis soluções.

Data: 16/07/16

Horário 10:00

Local: Auditório do Conservatório e Faculdade Souza Lima

Endereço: Rua José Maria Lisboa, 745

Participantes:

Prof. Priscila Hilário

IMG_1320

Iniciou seus estudos na bateria aos 13 anos no Conservatório Musical de Guarulhos, onde foi aluna destaque sob a direção do maestro Armando Colaccioppo e se formou em 4 anos. Além de ter cursado por dois anos e meio o Conservatório Souza Lima onde teve aulas práticas com o professor Ivan Busic (Dr.Sin) e diversas aulas de teoria musical como harmonia (Ciro Visconti – Diafanes), contraponto (Ciro Visconti), análise (Miguel Laprano, Carlos Ezequiel), percepção e rítmica (Bruno Facio, Guto Brambilla), história (Ana Maria Drummond, Sandra Abrão), arranjo entre outras. Participou de eventos da Prefeitura de São Paulo como o Centro Cultural Jabaquara, Vergueiro, incluindo Núcleo de Ação Cultural de Perus. Participa de palestras em diversos estados acompanhando José Luiz Tejon Mejido e Roberto Schinyashiki. Apresentações no  Cruzeiro do Rock, Rhino`s Pub, Edifíco Copan, Faculdades Integradas de Guarulhos, Festival Metal Union no bar Matriz – MG, Dinossauros Rock Bar, Manifesto Bar, Blackmore Rock Bar, TonTon Jazz, Willy Willie Arqueria, além de muitos outros bares de São Paulo e interior.

É formada em bacharelado em bateria pela Faculdade de Artes Alcântara Machado (FAAM) com aulas práticas a cargo de Alexandre Damasceno (Trinca de Cabum) e diversas aulas teóricas com Marisa Ramires, Sidney Molina e Marcelo Gomes.

Profa. Marina Dias

IMG-20160621-WA0032

Marina Dias tem 31 anos, nasceu em Itapeva interior de São Paulo onde niciou seus estudos musicais aos 13 anos no “Conservatório Dramático e Musical Dr. Carlos de Campos” em Tatui.
Aos 18, se mudou para Osasco-SP onde iniciou sua experiência como como professora de bateria e também baterista free lancer.
Atualmente em São Paulo, divide suas atenções nos projetos Autorais “Marina e os Dias” “A Ostra” e “Oyster Movement” e continua seu trabalho como professora de bateria e Prática de Banda.

Saiba mais:

https://www.youtube.com/channel/UCap9O3EDtsFNQ5c6dmN_WwQ
https://soundcloud.com/oystermovement <<
https://www.youtube.com/channel/UCzikAbOHcWCvpU8–5B8Qcg

Lorena Hollander

lorena

Lorena Hollander atua no cenário artístico desde 2002, tendo participado de salões e mostras no Brasil, China e Europa, incluindo a III Bienal de Artes Brasileiras de Bruxelas, na Bélgica. Em 2002 Lorena fundou a banda Diafanes, na qual atua como compositora, cantora e multi-instrumentista, tocando guitarra, violão, percussão e koto (harpa japonesa). Também é responsável pela criação de todo material visual do grupo, inclusive pela produção de vídeos. Com o grupo Diafanes lançou três álbuns, fez turnês pelo Brasil e cinco turnês pelos Estados Unidos, participou de festivais como o SXSW em Austin, o National Cherry Blossom Festival em Washington DC e o V Fórum Social Mundial em Porto Alegre. Em 2013 idealizou o projeto beneficente “Ruído Abóbora”, no qual convidou outros 19 artistas plásticos para criarem obras utilizando como suporte guitarras do luthier Seizi Tagima. A mostra foi exposta na Matilha Cultural em 2013 e na Pinacoteca de São Caetano em 2014. Foi premiada pelo Museu Olho Latino, em Atibaia e pelo Centro Europeu, em Curitiba. Possui obras no acervo dessas instituições e também da Assembléia Legislativa, em São Paulo, e Fundação Bejing, na China. Em 2015 criou o projeto musical Sama Baiá, que terá seu primeiro disco lançado em setembro de 2016. Atualmente integra o Centro de Artes e Promoção Social do Grajaú, onde desenvolve um projeto de música e filosofia na periferia de São Paulo.

Irina Bertolucci
IMG_6277
Tecladista da banda Garotas Suecas desde a sua formação em 2005, já tocou por todo o Brasil, tocando em festivais como o Planeta Terra e Coquetel Molotov, além de diversas casas de música independente. No exterior fez cinco turnês para os EUA e duas para a Espanha, além de uma viagem para a Austrália, tocando em festivais como o SXSW, Primavera Sound, Bumbershoot e fazendo o o show de encerramento do Melbourne International Arts Festival.
Além do GS, já gravou com Holger, Tiê, Cupin, Hidrocor entre outros. Já fez parte da banda do cantor Jaloo, e hoje toca também com o Circo Motel e com a cantora Betina. O GS está preparando seu terceiro LP, que deve ser lançado em 2017.