Masterclass -Fernando Baggio

Masterclass de Bateria

DINÂMICA Consciente (e outras conciências) – Prof. Fernando Baggio

Porquê não só o domínio da técnica, mas sim a consciência dela é determinante para um bom desempenho, performance e atitude dentro de um trabalho em qualquer gênero musical.

Além da dinâmica, quais outros pontos fundamentais para ser um bom profissional? O comportamento por trás de um bom músico.

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Prof. Fernando Baggio

_DSC0136

Fernando Baggio é natural de Aguaí, reside em São Paulo há 20 anos. Músico profissional há 20 anos, tem atuado em diversas áreas dentro da música. Em São Paulo já tocou com muitos músicos como Vitor Alcântara, Djalma Lima, Fernando Nunes, Michel Leme, Kiko Loureiro, Arismar do Espírito Santo, Jeff Gardner, Ximba Uchyama, Tiago do Espírito Santo, Wilson Teixeira, Walmir Gil, Rubinho Antunes, Michel Freidenson, Giba Pinto, Josué dos Santos, Paulinho Malheiros, e outros.

No teatro trabalhou no musical “Cole Porter ele nunca disse que me amava” (de Claudio Botelho) no teatro Antônio Fagundes (atual Teatro Brigadeiro). Em 2004 gravou a trilha de “Fausta Zero” composta por Daniel Maia, com direção de Gabriel Vilela, e concorreu ao Prêmio Shell de melhor trilha original. Compôs toda a parte rítmica do musical “A Quase História de Ninguém”. Tocou na premiada peça “Rádio Nacional” no teatro Frei Caneca, com direção de Fabio Pillar, supervisão de Bibi Ferreira e direção musical de Helvius Vilela. Tocou na peça “Ponto de Bala”, de Daniel Salve, que ficou em cartaz no Espaço Parlapatões por 7 meses.

No Carnaval iniciou ainda criança em sua cidade natal, Aguaí, na escola de samba mirim Fina Flor do Samba, depois começou a desfilar na Juventude Independente da Vila Nova. Anos depois foi convidado a ser mestre nessa mesma escola, iniciando um trabalho inovador para os padrões das baterias daquela época em Aguaí. Foi jurado oficial do Carnaval de São Paulo pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo durante 9 anos, julgando os grupos de Acesso e Especial. Depois foi por 4 anos coordenador de jurados do quesito Bateira pela Liga. Atualmente presta consultoria para diversas escolas de samba do país. Também atua com jurado em diversos concursos de baterias universitárias.

Acompanhou diversos cantores e artistas como Misty, J.J. Jackson (EUA), Patrizia Laquidara (Itália), Daniel Mã, Daniel Maia, Débora Reis, Paula Bressan, Magali Samba, Luciana Andrade (Rouge), Andréa Marquee (Fama), Bibba Chuqui, Graça Cunha (Altas Horas) e outros.

Como sideman atualmente acompanha os cantores Daniel Salve, Danielle Cavallon, João Pinheiro, Ca Cau, o guitarrista Norberto Vinhas e o baixista Zuzo Moussawer, com quem tem cd e dvd gravados. É integrante da banda Moxine. Acompanha e grava ainda para muitos outros artistas como freelancer.

Faz parte do trio de musica instrumental “RdT” com Walter Nery e Guto Brambilla, que tem 10 anos de existência e três cds lançados, “Rapazes do Trio (2008), “Antídoto” (2010) e “Elo” (2012). O RdT vem sendo muito bem criticado pela mídia especializada em todo mundo, já tendo recebido críticas ótimas dos principais jornais e revistas do Brasil e muitos sites especializados do mundo.

É professor de bateria, teoria, técnica e leitura pelo conceituado Conservatório Souza Lima desde 2002 anos. Ministra workshops, master classes sobre bateria.

Realiza palestras sobre música, ética, feedback, arte, comportamento e carnaval, não só para músicos, mas para grandes empresas do país e multinacionais em palestras para eventos corporativos.

Tem artigos publicados em diversos sites, como O Baterista, Revista Souza Lima, Entresons.

É endorser dos pratos Bosphorus e baterias Canopus.

Workshop – Mateus Schanoski e Banda StormSons

Workshop – 555

A banda StormSons fará um pocket show do seu primeiro EP 555, onde apresentara as músicas e os conceitos da banda, comentando desde a composição, produção a gravação do EP 555. Assim como o novo disco que está sendo produzido.

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Banda StormSons

FullSizeRender (2)

A banda StormSons foi formada em 2015 por Cadu Pelegrini (Guitarra e Voz) Bruno Luiz (Guitarra), Henrique Babbom ( Baixo) e Denis Mendes (bateria). Ainda em 2015 Mateus Schanoski (teclado) se junta a banda. Com a saída de Denis Mendes em meados de 2016 a banda conta agora com Rodrigo Abelha na bateria.

O som da banda é moderno, pesado uma mistura de Stoner, Southern Rock e Metal, com influencias de Sabbath, HIM e Depeche Mode. O conceito visual é baseado em geometrias sagradas, as letras vem temáticas de ocultismo e misticismo baseados em Alleister Crowley e Edgard Allan Poe.

Mesa Redonda – O Rock Brasileiro Anterior ao Rock In Rio I

Mesa Redonda – O Rock Brasileiro Anterior ao Rock In Rio I

As mesas redondas da II Semana SLROCK acontecerão nas manhãs do evento e contarão com convidados especiais que farão um debate profundo sobre temas pertinentes aos alunos interessados em se desenvolver no gênero Rock. Elas estarão abertas à perguntas e a participação do público de maneira geral a fim de se criar uma atmosfera informal de discussões e de troca de informações.

O Rock In Rio I foi um divisor de águas para o Rock no Brasil. Em primeiro lugar, porque colocou o país definitivamente na rota dos shows e das turnês das bandas e artistas estrangeiros e, em segundo lugar, porque estabeleceu o Rock como um dos gêneros mais populares entre o público brasileiro e, por isso, aqueceu o mercado fonográfico nacional de uma maneira inédita até então. Contudo, este evento acabou também transformando a música que as bandas faziam por aqui e o Rock Brasileiro (como era conhecido nas décadas anteriores) se transformou em Rock Nacional e, em seguida, em Pop Rock Nacional. Os convidados desta mesa irão mostrar um pouco de como era o Rock nas décadas de 50, 60, 70 e nos primeiros anos da de 80 para determinar o quanto essa transformação teve impacto nas gerações posteriores.

Data: 15/07/16

Horário 10:00

Local: Auditório do Conservatório e Faculdade Souza Lima

Endereço: Rua José Maria Lisboa, 745

Participantes:

Prof. Silvio Moreira

Eu 01

Graduado em Psicologia (1998), mestre em Filosofia e doutorando em estética pela FFLCH-USP. Atualmente é professor visitante da pós-graduação em Música Popular da Faculdade de Música Souza Lima e professor de estética e hist[oria da m[usica no conservatório filiado à mesma instituição, além de conselheiro fiscal do Instituto Luiz Gama. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Metodologia, Fenomenologia e Estética, e na área de Psicologia, com ênfase em Psicanálise.

Prof. Wesley Caesar

foto Lély 1

Wesley “Lély” Caesar começou atuando na cena do rock brasileiro em 1972 como cantor e guitarrista. Paralelamente dedicou-se ao Violão Erudito. Atuou como músico de grupos e cantores(as) nas décadas de 1980 e 90. Ensina Guitarra e Violão desde 1981. Fundou e Coordenou o primeiro IGT em São Paulo em 1987. Foi produtor musical na Warner music em 1995. É professor do Souza Lima desde 1997. É autor de vários vídeos-aula e livros didáticos para guitarra. É colunista da revista Guitar Player.

Prof. Ciro Visconti

IMG_3342

É bacharel em guitarra formado pela Faculdade Carlos Gomes, mestre em Processos de Criação Musical pela ECA/USP e doutorando na área de Teoria e Análise Musical, também na ECA/USP.

É guitarrista da banda Diafanes que, em 12 anos de carreira, já lançou 3 álbuns – See Though, Obviously Clear e Ave – e fez 5 turnês pelos EUA tocando em diversos estados e em grandes festivais como o SXSW e Cherry Blossom Festival.

Participa do Duo Elétrico, formado com a cantora Lu Andrade (ex-Rouge) com um repertório de releituras de clássicos de Rock. O Duo se apresenta regularmente em diversas cidades brasileiras.

Também é guitarrista das bandas Purpendicular, Bendito FrutoeRock4ALL.

É coordenador pedagógico e professor do Conservatório Souza Lima (curso livre e técnico) onde além de Guitarra, leciona as disciplinas de Teoria Musical, Harmonia, Contraponto e Prática de Bandas. Na mesma instituição leciona no curso de Pós- Graduação da Faculdade Souza Lima as disciplinas Contraponto aplicado à Música Popular e Teoria Pós-Tonal.

É colaborador da Revista Guitar Player pela qual já publicou dezenas de matérias e transcrições.

É autor de dois livros, Guitar Player Brasil – Série Estudo (2011, atualmente na terceira edição) pela Melody Editora e Simetria nos Estudos Para Violão de Villa-Lobos (2016) pela Paco Edições.

Masterclass – Jeller Filipe

Masterclass de canto – Prof. Jeller Filipe

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

IMG_6269
Natural de São Paulo, realizou seu estudo de canto com a professora Leilah Farah e preparo de repertório e interpretação com o maestro Armando Belardi. Estreou no Theatro Municipal de São Paulo, na ópera As Bodas de Fígaro, no papel-título, e logo começou sua carreira pelos principais teatros do país. Possui mais de 45 óperas em repertório, já cantadas em palco. Entre elas, destacam-se suas interpretações de Ramphis, Leporello, Osmin, Colline, Timur, Don Giovanni, Don Pasquale, Sparafucili , Ferrando, Filipe II, etc. Em 1994, parte para a Europa e se fixa em Viena, onde trabalhou durante um ano na Staatsoper, com os maestros Zubin Metha , Seiji Ozawa e Paul Harris. Na Áustria canta nas cidades de Viena e Linz . Durante dois meses em Milão, participa das aulas de interpretação com a soprano Renata Scotto e com o maestro Pier Miranda Ferraro. Apresentou-se nas cidades de Roma, Gênova, Budapeste, Madrid e Lisboa. Desde seu retorno ao Brasil, já cantou as seguintes óperas: A Flauta Mágica, Salomé, Os Contos de Hoffmann, La Bohème, Rigoletto, Il Guarany, Aida, Don Carlo, Il Trovatore, Fidelio, Un Ballo in Maschera, nos principais teatros do país.

Jeller Filipe também se dedica ao ensino de técnica vocal,aperfeicoamemento para atores ,cantores líricos e também populares já passando por ele vários nomes da musica e teatro

Masterclass -Vitor Araújo

Masterclass de Teclado

O Piano no Radiohead – Prof. VitorAraújo

O objetivo deste master class é mostrar como o estilo pianístico de Thom Yorke colabora com o resultado sonoro das composições do Radiohead.

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Prof. Vitor Araújo

13616290_1724250117841784_218926066_o

Vitor Araújo nasceu em 1989, em Recife, cidade do Nordeste do Brasil. Iniciou seus estudos aos nove anos de idade, no Conservatório Pernambucano de Música. Destacou-se na infância e na adolescência pelos vários prêmios que recebeu em concursos de piano no Brasil. Aos 11 anos de idade foi premiado no Concurso Magda Taggliaferro, em São Paulo, e nos anos de 2001 e 2005, foi escolhido como Melhor Pianista e Melhor Intérprete de Música Brasileira no Concurso de piano Josefina Aguiar. Já no início de sua carreira como concertista, aos 16 anos, despertou a ira de um dos mais renomados compositores eruditos brasileiros: Marlos Nobre, que ficou indignado com os improvisos que Vitor acrescentara à partitura original de sua peça “Frevo”. Desse desafeto público, surgiram as primeiras discussões acerca do trabalho do pianista, e de sua ousadia em mexer em obras eruditas consagradas. Em Setembro de 2007, apresentou seu concerto num dos mais importantes festivais de música instrumental do país, a MIMO (Mostra Internacional de Música de Olinda). Mesmo apresentando-se ao lado de ícones como Naná Vasconcelos, Egberto Gismonti, Yamandú Costa, Hamilton Holanda, Isaac Karabtchevsky, e outros grandes e experientes nomes da música, foi considerado a melhor apresentação de todo o Festival pelo jornal Diário de Pernambuco. O Estado de S. Paulo taxou-o de “a grata surpresa”, o Jornal do Brasil abriu sua primeira página do Caderno de Cultura para falar exclusivamente do que chamou de novo fenômeno da música brasileira, enquanto a revista Carta Capital escreveu: “…Araújo tem de sobra uma capacidade: fazer o piano soar humano, simples.” Em Dezembro do mesmo ano, grava seu primeiro trabalho ao vivo, “TOC”, no teatro histórico de sua cidade. O repertório do disco se baseia nos compositores eruditos brasileiros, como Villa-Lobos, Cláudio Santoro e Edino Krieger, mas passa também por outros gêneros musicais, como na interpretação de uma música da banda inglesa Radiohead. Foi lançado em Abril de 2008, nos formatos de DVD e CD. Em turnê, além das salas de concerto mais tradicionais do Brasil, Vitor transitou também por diversos festivais de rock e música independente do país. Aclamado pela crítica, foi premiado pela APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) considerado como a maior revelação da música brasileira em 2008. Também por Revelação do Ano, recebeu o Prêmio Nickelodeon, com votação popular dos telespectadores do canal infanto-juvenil. Ganhou também o prêmio de Melhor Trilha Sonora no Festival de Brasília de 2009, com sua música “Valsa pra Lua”. A partir disso, se envolveu com artistas diversos do cenário nacional: Naná Vasconcelos, João Donato e Caetano Veloso, foram músicos mais experientes com os quais dividiu palco. Fora da música, fez parte do elenco do filme “Febre do Rato”, terceiro longa do diretor Cláudio Assis. Trabalhou no mesmo ano com José Celso Martinez, no histórico Teatro Oficina. Em 23/11/2011 fez seu primeiro concerto internacional na cidade de Viena, na imponente Wiener Kozerthaus. Com a Berio-Saal lotada, teve de voltar ao palco várias vezes ao término do concerto, depois de ininterruptos aplausos do público austríaco. Em Setembro do ano seguinte. lança seu primeiro disco de estúdio, “A/B”. O disco é dividido em duas partes: numa, está a sua primeira suíte, intitulada “Solidão”, com peças pra piano, quinteto de cordas e vozes, de caráter fortemente etéreo e melancólico. Na segunda parte, o disco é tomado por um caráter bem mais experimental, e explora diversas formações e estilos. Com repertório formado principalmente de composições próprias, “A/B” foi bastante elogiado e considerado um dos melhores lançamentos do Brasil no ano de 2012 por diversos veículos midiáticos especializados em música.

Workshop – Formas Musicais no Rock

Palestra – Formas Musicais no Rock

Prof. Ciro Visconti

O conhecimento de formas musicais é essencial tanto para intérpretes (cantores e instrumentistas) que desejam aperfeiçoar sua performance, como para compositores e arranjadores que desejam alimentar sua criatividade com novas inspirações. O Rock possui uma grande variedade de formas musicais, contudo esta é uma área pouco discutida nos livros e nos cursos de música. Neste workshop, o prof. Ciro Visconti irá discutir as formas musicais mais importantes do Rock e mostrá-las em análises de canções consagradas.

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Prof. Ciro Visconti

Ciro(1)

É bacharel em guitarra formado pela Faculdade Carlos Gomes, mestre em Processos de Criação Musical pela ECA/USP e doutorando na área de Teoria e Análise Musical, também na ECA/USP.

É guitarrista da banda Diafanes que, em 12 anos de carreira, já lançou 3 álbuns – See Though, Obviously Clear e Ave – e fez 5 turnês pelos EUA tocando em diversos estados e em grandes festivais como o SXSW e Cherry Blossom Festival.

Participa do Duo Elétrico, formado com a cantora Lu Andrade (ex-Rouge) com um repertório de releituras de clássicos de Rock. O Duo se apresenta regularmente em diversas cidades brasileiras.

Também é guitarrista das bandas Purpendicular, Bendito Fruto eRock4ALL.

É coordenador pedagógico e professor do Conservatório Souza Lima (curso livre e técnico) onde além de Guitarra, leciona as disciplinas de Teoria Musical, Harmonia, Contraponto e Prática de Bandas. Na mesma instituição leciona no curso de Pós- Graduação da Faculdade Souza Lima as disciplinas Contraponto aplicado à Música Popular e Teoria Pós-Tonal.

É colaborador da Revista Guitar Player pela qual já publicou dezenas de matérias e transcrições.

É autor de dois livros, Guitar Player Brasil – Série Estudo (2011, atualmente na terceira edição) pela Melody Editora e Simetria nos Estudos Para Violão de Villa-Lobos (2016) pela Paco Edições.

Palestra – Rock Pré e Pós Beatles

Palestra – Rock Pré e Pós Beatles 

Prof. Thiago Vilela

Você sabia que os Beatles praticamente “inventaram” a MTV?

Nos anos 60, durante o auge de sua carreira, a banda não conseguia atender a todos os pedidos de shows e aparições, foi então que a ideia de enviar um vídeo com os quatro dublando a música surgiu, e desde então utilizamos esta maneira de se comunicar: o vídeo clipe!

Isto e muito mais você poderá descobrir na palestra intitulada “O rock, pré e pós Beatles”, onde Thiago Vilela comenta as principais características da banda que mudou a história da música pop.

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Prof.Thiago Vilela

TH

Thiago Vilela iniciou seus estudos musicais tocando flauta doce e violão, e no ano 2000, ao ver o baterista da igreja se interessou pelo instrumento. Após estudar com Paulo Barboza e Anderson Alarça, em 2007 mudou-se para São Paulo e iniciou seus estudos no Conservatório Souza Lima, onde estudou seis anos com Ivan Busic. Também no Souza Lima teve aulas com Fernando Baggio, Carlos Ezequiel e Aquiles Priester.  Já tocou e fez participações nas bandas Golpe de Estado, Dr. Sin, Tupi Balboa, B.B. Jeff, TaliEx, entre outras.

Em 2013, ingressou para a Faculdade Souza Lima & Berklee, onde teve aulas com Bob Wyatt. Atualmente o baterista estuda com Vera Figueiredo.

 

Masterclass – Lu Andrade

Masterclass de Canto – Profa. Lu Andrade

Lu

Lu Andrade é cantora e compositora. Foi integrante do grupo Rouge e como cantora solo, lançou os singles Mind and Heart e Amanheceu. Colaborou com diversos artistas, como Marcelo Yuka, Nasi, Negra Li, Ciro Pessoa (ex Titãs), Eric Silver. Atualmente integra a banda de pop rock Áries, ao lado de Pinguim Ruas (ex Charlie Brown Jr.), Hélio Cosmo, Rick Rehder e Fernando Prado e o Duo Elétrico em parceria com o guitarrista Ciro Visconti. Apresentou os programas “Rouge, a História” no SBT (2002) e “Show Total” na TVA (2008). No teatro musical, interpretou Cinderela em “Era Uma Vez… Into The Woods” (2010). Foi madrinha do Festival Cultural FACE, em sua terra natal Varginha, MG, incentivando novos talentos.

www.facebook.com/luandradeoficial

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Masterclass – Rafael Dantas

Masterclass de Canto – Prof. Rafael Dantas

RD

Rafael Dantas é Cantor, Ator e professor de Técnica Vocal para Teatro Musical. Atualmente dá aulas no Conservatório Souza Lima, 4act, e aulas particulares.

Iniciou seus estudos de música com 4 anos de idade. Aos 14, já era tecladista e assistente de Thelma Chan, nos Corais do Centro de Educação “O Poço do Visconde”, escola fechada em 1997. Aos 16 era regente e Educador de Música na mesma escola e aos 18 era regente do Coral de Ex-alunos do Colégio Equipe em São Paulo. Compositor de músicas infantis, Rafael Gravou um CD em 1998 em uma parceria inédita com a Escola “Lápis de Cor” de Juiz de Fora (MG), já tendo feito participação em um LP (Um Conto que Virou Canto), produzido em 1991 pelo Poço do Visconde, como Coralista. Os estudos de Piano começaram aos 8 anos de idade e Canto aos 10. Formado em Turismo pela UNIBERO em 2000 e como Ator pelo INCENNA em 2002, Rafael sempre foi perseguido pelo Teatro Musical e pela música. Em 1993, teve seu primeiro contato com Teatro Musical assistindo ao Fantasma da Ópera na Broadway. Ali, soube que era aquilo que ele gostaria de Cantar. Entre os anos de 1999 e 2000, foi morar em Orlando trabalhando como Cast Member da Walt Disney World, onde conheceu seu primeiro professor de técnica vocal para musicais. No Brasil, seu mestre é Marconi Araújo. Quando retornou dos Estados Unidos, Rafael foi convidado a trabalhar como professor de Música em Duas escolas de São Paulo: Liceu Eduardo Prado e Play Pen Bilingual School. Em 2005 voltou aos EUA, a convite de Seu Professor, Billy, para participar de um Show em caráter não oficial, como convidado, dentro de um dos parques de Orlando. Em 2009, Rafael Dantas fez uma participação em dois CD’s de áudio nas duas primeiras edições da Revista “Oficina Voz”. Uma revista com todo o teor voltado para o Teatro Musical. Entre os anos de 2009 e 2010, Rafael Dantas assinou a Coordenação do Curso Livre de Canto do Conservatório Souza Lima em São Paulo. Também neste período Dirigiu encontros e Seminários dentro do Próprio Souza Lima, que tiveram grande sucesso. Foi o chamado “Voz no Souza”. Em 2009 fez uma participação no programa Zapping Zone do Disney Channel falando sobre cuidados da voz, como uma aula de canto deve proceder, entre outros assuntos. Em 2011 foi o Professor de Canto convidado pelo Canal por Assinatura GNT para participar do Reality “Descontroladas” como Preparador Vocal de uma das Participantes. Em julho de 2011 fez um Curso de Musical Theatre na Broadway, em NY, com aulas de Dança, Canto e Interpretação, além de visitas a Backstages de grandes produções como “The Lion King”,” How to Succeed in Business Without Really Trying” e “Catch Me if You Can”. Ao final, uma apresentação para atores, produtores de elenco, entre outras personalidades do Teatro Musical de Nova York, de um Showcase montado especialmente para este curso. Uma parceria da 4 Act Performing Arts com a Students Live.

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Masterclass- Isa Nielsen

Masterclass de Guitarra

“Ordem Funcional das Técnicas da Guitarra” – Profa. Isa Nielsen

Neste masterclass vou abordar os tópicos fundamentais para ser um bom guitarrista, e o que aprendi com os meus erros, abordando o lado positivo deles que me deram incentivo a melhorar cada vez mais. Primeiro de tudo, acho importante tocar o estilo que gosta. Como tudo na vida: Não faça o que não gosta; sempre vale aquelas 2 máximas: O dinheiro é consequência do seu trabalho e sorte = esforço + oportunidade. Motivação é paixão, obsessão e esforço

Saúde: fundamental, um instrumentista com músculos fracos não vai muito longe.

Tempo: tem que aprender a administrar, descanso também é importante.

Psicológico: relacionamento humano já é complicado, imaginem lidar com uma equipe? O papel de um guitarrista em uma banda de rock é fundamental, eu não conheço nenhuma banda de rock que não tenha um guitarrista, e sendo assim, em alguns casos o guitarrista chega a ser tão importante quanto o vocalista.

Veja a programação geral da II Semana SLROCK neste link:

https://semanaslrock.wordpress.com/2016/06/24/ii-semana-slrock-programacao/

Profa. Isa Nielsen

Isa

Começou a tocar aos 14 anos, e desde então estudou com vários professores da cena de São Paulo. Aos 19 anos tocou na banda de apoio do programa de TV “Ídolos”. Em 2012 começou a tocar com o Detonator, e participaram de outros programas de televisão, como “Rocka Rolla”, “Dia mundial do rock na MTV”, “VMB da MTV” e “Agora é Tarde”, do Danilo Gentilli. Em 2014 gravou solos para o CD do Detonator, “Metal Folclore”, e lançou seu primeiro single “Synthetic Inoxia”. Em 2015 com a banda Detonator lançou o DVD “Live inSana”, e no mesmo ano fez Workshops na Expomusic junto com Kleber K. Shima. Atualmente é guitarrista das bandas Metalmania de Robertinho de Recife, também é professora de guitarra há 8 anos.